EUA alertam navios sobre possível ataque da Al-Qaeda no Iêmen

Autoridades americanas temem atentado similar ao contra o USS Cole, em 2000

Reuters

22 de março de 2010 | 10h54

DUBAI - O governo dos Estados Unidos alertou embarcações que passam pela costa do Iêmen sobre o risco de ataques da Al-Qaeda, similares a um atentado suicida contra o navio de guerra norte-americano Cole em 2000, que matou 17 norte-americanos.

Veja também:

especialEspecial: as franquias da Al-Qaeda

O Escritório de Inteligência Naval dos EUA informou em seu site na Internet que os navios no Mar Vermelho, no estreito de Bab al-Mandab entre o Iêmen e o Djibuti e no Golfo de Áden ao longo da costa do Iêmen correm os maiores riscos.

"As informações sugerem que a Al-Qaeda segue interessada em ataques marítimos no estreito de Bab al-Mandab, Mar Vermelho e Golfo de Áden ao longo da costa do Iêmen", informou o escritório em comunicado.

"Embora não esteja claro sobre como eles procederiam, pode ser de natureza similar a dos ataques contra o USS Cole em outubro de 2000 e contra o M/V Limburg em outubro de 2002, quando uma embarcação de pequeno ou médio porte carregada de explosivos foi detonada", acrescentou.

O Iêmen, que está na linha de frente das preocupações de segurança do Ocidente após uma tentativa frustrada de ataque contra um avião norte-americano em dezembro, aumentou a segurança em seu litoral neste ano para evitar que militantes vindos da Somália cheguem à costa do país para reforçar o contingente da Al-Qaeda.

O braço da Al-Qaeda baseado no Iêmen reivindicou responsabilidade pelo ataque frustrado de dezembro.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaIêmen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.