EUA assinam pacto de defesa de US$ 30 bi com Israel

Os Estados Unidos fecharam um acordona quinta-feira de 30 bilhões de dólares em ajuda para a defesade Israel ao longo da próxima década, um aumento de 25 porcento em comparação a anos anteriores, que foi descrito porWashington como um fortalecimento da proteção contra o Irã. Na cerimônia de assinatura do acordo em Jerusalém, osubsecretário de Estado dos EUA, Nicholas Burns, prometeu que ogoverno norte-americano irá ajudar Israel a manter uma frentemilitar contra seus adversários regionais, que vão de Irã eSíria a Líbano e territórios palestinos. "É desnecessário dizer que, dada a situação difícil deIsrael, vivendo em uma região que é muito violenta e instável,sua superioridade militar é de interesse de nosso país, e nósnos comprometemos com isso", disse Burns. Os EUA, disse Burns, consideram "que esses 30 bilhões dedólares em assistência para Israel são um investimento em paz,na paz a longo prazo -- a paz não pode ser feita sem força". A administração Bush afirmou no mês passado que vaioferecer pacotes de armas no valor de 20 bilhões de dólarespara a Arábia Saudita e outros países do Golfo Pérsico durante10 anos. O Egito também vai receber 13 bilhões de dólares emassistência para defesa, similar aos níveis atuais. A ajuda militar foi pensada para assegurar o compromisso deWashington com os países do golfo muçulmano, apesar dosproblemas no Iraque, além de fortalecer a segurança contra acrescente influência na região do xiita Irã e seu programanuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.