EUA dizem que Irã terá de cooperar ou enfrentará um conflito

Depois das conversas inconclusivascom o Irã, os Estados Unidos disseram no sábado que Teerã teráde escolher entre cooperação ou conflito. Washingtonacrescentou que as negociações só poderão começar se partesignificativa do trabalho nuclear iraniano for suspenso. "Esperamos que o povo iraniano entenda que seus líderes têmde escolher entre cooperação, o que traria benefícios a todos,e confronto, o que só pode levar a um isolamento ainda maior",disse o porta-voz do departamento de Estado, Sean McCormack,depois das conversas com o Irã em Genebra, das quais participoupela primeira vez o diplomata norte-americano William Burns. O porta-voz disse que Burns não se encontrou separadamentecom a delegação iraniana. Além disso, o chefe de políticainternacional da União Européia, Javier Solana, deu umamensagem bem clara aos iranianos, mas não recebeu uma respostadireta. "O sr. Solana não recebeu nem 'sim' nem 'não'. O sr. Solanadeixou claro que o Irã precisa dar uma resposta clara em duassemanas", disse McCormack, que recebeu de Burns um relatóriosobre a reunião. A presença do diplomata nas conversas em Genebra representauma grande ruptura em relação à atitude usual dos EUA, queafirmavam que não falariam com o Irã até que o país desistissede enriquecer urânio --o Ocidente suspeita que isso sirva paraproduzir armas nucleares. O Irã diz que seu programa temsomente fins pacíficos. McCormack disse que Burns falou ao negociador iraniano,Saeed Jalili, que Washington apóia seriamente o pacote deincentivos proposto por grandes potências no mês passado, mas oIrã terá de suspender suas atividades nucleares primeiro, casoqueira que os EUA façam parte da negociação. "Como o sr. Solana disse hoje, depois da reunião, o Irã temde fazer uma escolha: negociar ou isolar-se ainda mais",afirmou McCormack. (Reportagem de Sue Pleming)

SUE PLEMING, REUTERS

19 de julho de 2008 | 14h56

Tudo o que sabemos sobre:
IRAEUANUCLEAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.