EUA enviarão US$ 150 milhões em ajuda aos palestinos

Quantia é parte de total de US$ 550 milhões que o país se comprometeu a repassar aos palestinos em 3 anos

Agência Estado e Associated Press,

19 de março de 2008 | 19h01

Os Estados Unidos devem transferir US$ 150 milhões - R$ 253,5 milhões - para o governo palestino nos próximos dias, anunciou nesta quarta-feira, 19, o chefe do governo palestino na Cisjordânia, Salam Fayyad. O pagamento é parte de um total de US$ 550 milhões - R$ 929,5 milhões - que os EUA se comprometeram a repassar aos palestinos dentro de três anos.  Veja também:Hamas se fortalece na Cisjordânia, indica pesquisa Israel e Autoridade Palestina retomam contatos diplomáticos  Segundo Fayyad, o dinheiro iria direto para o Tesouro nacional, então ser usado para amenizar o rombo no caixa governamental. Os doadores preferem dar dinheiro para projetos de desenvolvimento de mais prestígio, e Fayyad disse ser importante o fato de os EUA terem destinado o dinheiro para operações do governo. Fayyad, que também é economista, afirmou considerar a transferência direta para o Tesouro como um sinal de apoio e confiança. Os EUA também contribuirão com US$ 148 milhões - R$ 250 milhões - para uma agência das Nações Unidas que auxilia os refugiados palestinos, e também com outros US$ 200 milhões - R$ 338 milhões - para auxiliar o desenvolvimento palestino. A ajuda internacional é para que os palestinos possam fortalecer a economia para um futuro Estado, e também o setor privado. A doação americana é parte dos US$ 7,7 bilhões - R$ 13 bilhões - conseguidos com doadores internacionais em uma conferência realizada em Paris, em dezembro. O Banco Mundial, porém, já alertou que o dinheiro não terá efeito a não ser que Israel diminua as restrições à movimentação, como os bloqueios e postos de controle na Cisjordânia, impostos oito anos atrás. Segundo Fayyad, houve poucos avanços no tema. Os palestinos ainda estão, por exemplo, esperando a aprovação israelense para a construção de dois parques industriais na Cisjordânia.

Tudo o que sabemos sobre:
palestinosEUAajuda econômica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.