EUA incluem Fatah al-Islam em lista de grupos terroristas

Decisão bane grupo do sistema financeiro americano e congela recursos da organização e de seus integrantes

Efe,

14 de agosto de 2007 | 03h19

O governo dos Estados Unidos incluiu a organização islâmica libanesa Fatah al-Islam em sua lista de grupos terroristas. A inclusão feita na segunda-feira foi feita porque o país considera o grupo responsável por episódios de violência num campo de refugiados palestino. A decisão bane o grupo do sistema financeiro americano e congela tanto os recursos da organização quanto de seus integrantes que estão nos EUA ou em qualquer região sob jurisdição americana. "Os EUA condenam a recente violência promovida pelo Fatah al-Islam no campo de refugiados palestinos de Nahr al-Bared e apóiam o governo libanês e suas forças de segurança nos esforços para levar a estabilidade e o cumprimento da lei a todo o país", afirmou o Departamento de Estado. "O grupo terrorista ameaça a segurança e o bem-estar da população libanesa e da região", acrescenta a nota. Um dirigente do Fatah al-Islam ameaçou na segunda-feira o governo libanês de sofrer um "dia negro", segundo o jornal Daily Star. As ameaças foram feitas pelo autoproclamado líder do grupo Monoteísmo e Guerra Santa na Síria, Abu Jandal al-Dimashqi, num site islâmico. A autenticidade do texto não pôde ser confirmada, de acordo com a publicação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.