EUA matam 24 extremistas ligados à Al-Qaeda no Iraque

Segundo exército, um centro de tortura e nove arsenais de armas foram descobertos em Diyala

Efe,

20 de dezembro de 2007 | 06h07

Uma operação do Exército dos Estados Unidos matou 24 supostos extremistas ligados à rede terrorista Al-Qaeda e deteve 37, em Diyala, informou nesta quinta-feira, 20, o comando militar americano no Iraque. Segundo um comunicado, as tropas dos EUA descobriram durante a ofensiva, entre os dias 8 e 11 de dezembro, "um centro de tortura e nove arsenais de armas" na província, a nordeste de Bagdá.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.