EUA negam acusação do Irã de envolvimento em ataque a mesquita

O Departamento de Estado norte-americano rejeitou fortemente nesta sexta-feira acusações de uma autoridade iraniana de que os Estados Unidos estariam envolvidos em ataque a uma mesquita no sudeste do Irã.

REUTERS

29 de maio de 2009 | 15h42

"Condenamos este ataque terrorista nos termos mais fortes possíveis", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, sobre o ataque a uma mesquita na quinta-feira que matou mais de 20 pessoas.

"Não apoiamos nenhuma forma de terrorismo no Irã", acrescentou Kelly.

Também nesta sexta-feira, uma grupo de oposição sunita chamado Jundallah disse ser responsável pelo ataque à mesquita xiita na cidade de Zahedan, de acordo com a rede de televisão saudita Al Arabiya.

A Al Arabiya disse que um homem ligou para o canal dizendo que foi um ataque suicida contra as forças iranianas Basij, que se reuniam dentro da mesquita para coordenar estratégia para as eleições.

Não foi possível verificar a autenticidade da reivindicação.

O ataque de quinta-feira ocorreu durante um feriado religioso no Irã, país predominantemente xiita. Mais de 80 pessoas ficaram feridas.

(Reportagem de Sue Pleming)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAATAQUEACUSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.