EUA oferecem US$ 200 mil por chefes da Al-Qaeda e Taleban

Forças Armadas americanas lançam lista no Afeganistão com 12 nomes de membros dos órgãos terroristas

Associated Press,

01 de outubro de 2007 | 08h41

As Forças Armadas dos Estados Unidos lançaram nesta segunda-feira, 1, uma campanha para procurar no Afeganistão líderes da Al-Qaeda e do Taleban, cujas recompensas podem chegar a até US$ 200 mil por informações sobre os foragidos.   A lista está sendo divulgada no leste do país, próximo à fronteira com o Paquistão, com os nomes e a foto dos doze procurados. "Nós estamos tentando das visibilidade a esses homens", afirmou o tenente coronel Rob Pollock.   Contudo, a lista não inclui nomes de terroristas internacionalmente conhecidos que já têm sua cabeça a prêmio, como é o caso do líder da rede terrorista Al-Qaeda Osama bin Laden - que está sob ordem de captura desde 2001 por uma recompensa de US$ 25 milhões - ou o chefe do Taleban Mulá Omar, cuja recompensa é de US$ 10 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.