EUA preparam novas sanções econômicas contra o Irã

Medidas do Tesouro serão aplicadas caso diálogo com nação islâmica fracasse; detalhes não foram revelados

estadao.com.br,

06 de outubro de 2009 | 13h22

Os EUA preparam novas sanções contra o Irã caso o diálogo com esse país fracasse, afirmou nesta terça-feira, 6, o Tesouro americano, segundo a agência de notícias AFP. O governo americano demonstrou "seu compromisso a favor de uma resolução diplomática das questões suspensas entre o Irã e a comunidade internacional", declarou Stuart Levey, subsecretário de Estado do Tesouro a cargo da investigação financeira e da luta contra o terrorismo.

 

Veja também:

lista Conheça os números do poderio militar do Irã

lista Altos e baixos da relação entre Irã e EUA

especialEspecial: O histórico de tensões do Irã

especialEspecial: O programa nuclear do Irã

especialEspecial: As armas e ambições das potências

 

"Se o Irã não respeita suas obrigações, os EUA estarão obrigados a adotar sanções mais severas", acrescentou em declarações anta a Comissão Bancária do Senado. "Se o Irã não traduzir em atos concretos suas palavras construtivas" dessas últimas semanas e s o presidente Barack Obama decidir que há a necessidade de mais medidas, "estaremos prontos para atuar, assim como nossos parceiros internacionais", continuou.

 

Levey garantiu que o projeto de aplicação de sanções ao Irã está completo, embora não pudesse descrever detalhes dos planos do Tesouro durante a audiência.

 

No dia 1º, os iranianos aceitaram em Genebra uma visita de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) à sua recém revelada usina nuclear de Qom. No domingo, o chefe da agência, Mohammed ElBaradei, afirmou que a visita ocorrerá no dia 25 de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.