EUA terão escritórios diplomáticos em outras 4 cidades no Iraque

Os Estados Unidos estão estabelecendo consulados ou seções de embaixadas em quatro problemáticas cidades iraquianas, importantes para o futuro do país, enquanto se preparam para retirar seus soldados e ampliar a atividade diplomática, afirmaram autoridades norte-americanas nesta segunda-feira.

REUTERS

16 de agosto de 2010 | 21h25

Consulados norte-americanos serão estabelecidos em Basra, perto do porto de Umm Qasr, e Irbil, a capitão do Curdistão, disse o vice-assistente da secretária de Estado, Michael Corbin.

"Estes consulados dão uma reconhecida e importante plataforma diplomática para todos os tipos de programas que queremos fazer agora e o que nós queremos fazer no futuro", disse.

Os EUA também planejam estabelecer seções de embaixadas temporárias que seguirão abertas por três a cinco anos. Uma será na conturbada cidade de Kirkuk, reivindicada por curdos e árabes, e outra em Mosul, que enfrenta contínua violência insurgente.

O cenário de violência no Iraque é positivo antes do prazo de 31 de agosto para o fim das operações de combate de soldados norte-americanos no Iraque, disse Colin Kahl, vice-assistente do secretário de Defesa.

"O número de incidentes violentos no Iraque segue em seus menores níveis da guerra", disse ele.

O presidente dos EUA, Barack Obama, confirmou no início deste mês que as forças norte-americanas finalizarão as operações de combate no Iraque até 31 de agosto. Cerca de 50.000 soldados seguirão no país em um trabalho de treinamento e aconselhamento.

(Reportagem de David Alexander)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEEUAESCRITORIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.