EUA veem avanço em cooperação nuclear com Irã

Os principais conselheiros de segurança do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, desmentiram neste domingo os relatos de que o Irã está próximo de fabricar uma bomba atômica e afirmaram que a cooperação iraniana nas últimas semanas foi boa para a não-proliferação nuclear.

REUTERS

04 de outubro de 2009 | 13h34

No sábado, o jornal americano The New York Times afirmou que uma análise secreta feita pela equipe da Agência Internacional de Energia Atômica concluiu que o Irã adquiriu "informação suficiente para ser capaz de projetar e produzir" uma bomba.

"Se eles sabem ou não fabricar é uma questão de conjuntura, mas o que observamos é a sua intenção e temos nos preocupado com essa intenção", afirmou o conselheiro Jim Jones.

"Agora, nós temos um Irã que deseja um lugar à mesa", disse Jones no programa "Face the Nation", da CBS.

O chefe da agência internacional, Mohammed ElBaradei, anunciou neste domingo em Teerã que a instituição de vigilância nuclear da ONU irá inspecionar o país em 25 de outubro, e elogiou a mudança de postura de "conspiratória para cooperatória" do Irã ao lidar com o Ocidente.

"Claramente, sobre a não-proliferação, seja na Coreia do Norte ou Irã, o mundo está enviando sua própria mensagem a ambos os países e estamos recebendo respostas positivas", disse Jones desta vez à CNN.

"Por enquanto, as coisas estão caminhando na direção correta".

(Reportagem de Anthony Boadle)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDIRANEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.