EFE/EPA/SANA
EFE/EPA/SANA

Ex-façção da Al-Qaeda assume autoria de duplo ataque suicida na Síria

De acordo com ONG, o número de mortes subiu para 74

O Estado de S.Paulo

12 de março de 2017 | 14h03

BEIRUTE, SÍRIA - A frente Fateh al-Sham Front, ex-fação da rede terrorista Al-Qaeda, assumiu a autoria do duplo ataque suicida em Damasco, capital da Síria, no último sábado, 11. O ataque deixou 74 mortos, segundo dados divulgados pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O grupo extremista sunita disse em comunicado:  "No sábado... um duplo ataque suicida foi feito por dois heróis do Islã... no centro da capital Damasco, matando e ferindo dezenas". O atentado foi uma 'mensagem' às milícias que apoiam o Irã e o governo Bashar al-Assad.

De acordo com os dados da OSDH, das 74 vítimas das duas explosões próximas a templos xiitas de Damasco, 43 eram peregrinos iraquianos, sendo oito crianças e 11 mulheres. Entre as outras vítimas, estavam 20 oficiais das forças pró-governo. Anteriormente, o governo havia contabilizado 40 mortes.

Fonte: AFP e REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:
BEIRUTESÍRIAAl-QaedaDamascoIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.