Ex-premiê francês participa de negociações sobre Líbia

Dominique de Villepin se encontrou com rebeldes e enviados do governo de Kadafi na Tunísia

REUTERS

18 de agosto de 2011 | 11h51

PARIS - O ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin se reuniu com rebeldes líbios e enviados leais a Muamar Kadafi na Tunísia para negociar o fim do conflito, informou um jornal francês na quinta-feira, 18.

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos da ditadura na Líbia

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia

 

Villepin, rival do presidente francês Nicolas Sarkozy que vem estudando planos para disputar a eleição presidencial em 2012, é a segunda personalidade francesa fora do governo a buscar uma solução para o conflito líbio, depois do filósofo Bernard Henri Levi.

O ex-membro do partido UMP de centro-direita de Sarkozy estava na ilha de Djerba, na costa da Tunísia, para conversações com os dois lados do conflito na segunda-feira, disse o jornal Le Parisien.

"Eu estive de fato ali mas não posso fazer mais comentários porque isso poderia comprometer as chances de sucesso e a eficácia dessas conversações", disse Villepin ao Parisien, acrescentando que as conversas foram "extremamente difíceis."

O ministro das Relações Exteriores da França se negou a comentar o que chamou de "viagens particulares de franceses ao exterior".

Sarkozy prometeu visitar Benghazi, mas ainda não o fez.

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDVILLEPIN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.