Ex-soldado dos EUA é culpado por estupro e mortes no Iraque

Júri condenou ex-militar por estupro de garota de 14 anos e pela morte dela e de sua família

BBC Brasil, BBC

08 de maio de 2009 | 02h12

Um júri no Estado americano do Kentucky considerou, nesta quinta-feira, um ex-soldado dos Estados Unidos culpado pelo estupro de uma menina iraquiana de 14 anos e pelo assassinato dela e de sua família. O ex-soldado Steven Green, de 24 anos, pode agora ser condenado à pena de morte pelos crimes, que aconteceram em 2006, na cidade de Mahmudiya, ao sul de Bagdá, no Iraque.

A pena deve ser proferida na segunda-feira. Quatro outros soldados americanos que participaram dos ataques também foram condenados a penas que vão de cinco a 110 anos de prisão. Três deles confessaram sua participação nos crimes. Já o soldado Jesse Spielman já havia sido condenado a 110 anos de prisão em agosto de 2007 pelos ataques.

O grupo teria estuprado a menina Abeer Qassim al-Janabi, de 14 anos. Eles depois mataram a garota, seus pais e sua irmã mais nova, e incendiaram a casa da família. Antes que o caso viesse à tona, Steven Green foi afastado das Forças Armadas dos EUA por causa de um aparente desvio de personalidade.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.