Execução de estudante curdo é suspensa no Irã, diz advogado

O Irã anunciou neste domingo a suspensão em última hora da execução de um estudante ativista curdo acusado de "promover a guerra contra Deus" por apoiar um grupo contra o governo, afirmou seu advogado segundo agência.

REUTERS

26 de dezembro de 2010 | 14h35

O estudante de direito Habibollah Latifi foi preso em 2007 no oeste do Irã sob a acusação de atuar em prol de grupos "anti-revolucionários", disse o Human Rights Watch em comunicado.

Ele foi sentenciado à morte em 2008, segundo a organização.

"Fomos informados de que Latifi seria executado no domingo de manhã ... mas sua execução foi suspensa para que o caso fosse revisado", informou a agência de notícias estudantil ISNA, citando o advogado Nemat Ahmadi.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAEXECUCAOCURDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.