Exército libanês captura quatro membros do Fatah al-Islam

Libaneses não sabem o que aconteceu com o líder da organização, Chaker Absi, ainda desaparecido

EFE

15 de setembro de 2007 | 06h58

O Exército libanês capturou neste sábado quatro membros do grupo radical sunita Fatah al-Islam, entre eles seu porta-voz, Mohamad Sala Derwewi, informou a Agência Nacional de Notícias ("ANN", oficial). Os quatro foram detidos em Terbol, na região de Akkar, no norte do país. Eles tentavam chegar ao campo de refugiados palestinos de Bedawi, próximo ao de Nahr al-Bared, arrasado após três meses e meio de combates entre o grupo radical e o Exército, acrescentou a agência. Os outros três combatentes capturados foram identificados como o sírio Mohamad Omar Slim, o tunisiano Fathi Ben Nasser al-Assaki e o saudita Omar Salman. O jornal libanês "An-Nahar" tinha informado na sexta-feira que 13 grupos do Fatah al-Islam, liderados por um de seus chefes e integrado cada um por seis ou sete homens, tinham fugido de Nahr al-Bared. Até o momento não se sabe o que aconteceu com o líder máximo da organização, Chaker Absi. Sua mulher tinha reconhecido o seu corpo num hospital de Trípoli, mas os exames de DNA deram resultado negativo. No dia 2 de setembro, o Exército libanês tomou o controle total do campo de refugiados, após quase três meses e meio de combates com milicianos do Fatah al-Islam.

Tudo o que sabemos sobre:
fatahLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.