Exército libanês enfrenta homens armados na fronteira síria, diz fonte

Homens-armados atiraram em uma posição do Exército libanês na fronteira com a Síria nesta quinta-feira próxima a uma cidade invadida este mês por insurgentes islamistas, desencadeando uma troca de tiros, disse uma fonte do setor de segurança.

REUTERS

28 de agosto de 2014 | 08h57

O confronto ocorrem em uma área montanhosa na fronteira perto da cidade de Arsal, que chegou a ser invadida por cinco dias pelos militantes, incluindo membros do Estado Islâmico, em uma incursão que resultou em batalhas letais contra o Exército libanês.

As forças militantes se retiraram em 7 de agosto, levando 18 soldados e 15 policiais como reféns. Os cinco dias de batalha marcaram a primeira vez em que a guerra civil síria se espalhou em território libanês. Dezenas de pessoas morreram, incluindo 18 soldados.

Durante a noite de quarta-feira, o Exército libanês bombardeou posições dos militantes na mesma região. Não há informações imediatamente disponíveis sobre vítimas.

(Texto de Tom Perry)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBANOSIRIACONFRONTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.