Exército sírio bombardeia mesquita e 7 morrem, dizem ativistas

Pelo menos sete civis foram mortos nesta quinta-feira quando o Exército sírio bombardeou uma mesquita cheia de fiéis na cidade de Deir al-Zor, cenário de fortes combates entre tropas do governo e rebeldes, disseram ativistas.

Reuters

19 de julho de 2012 | 15h49

"Os bombardeios atingiram a mesquita Fardos no bairro de al-Jubeileh durante as orações da noite, a última antes do Ramadã. A mesquita estava lotada. Cerca de 20 pessoas foram retiradas dos escombros sem os membros e com ferimentos graves. O número de mortos provavelmente aumentará", disse à Reuters Abu al-Tayeb al-Deiri, um dos ativistas, na cidade que fica na região de deserto, 430 quilômetros a nordeste da capital Damasco.

Autoridades sírias impedem o acesso da maioria da mídia independente ao país, o que torna difícil a apuração imparcial dos fatos.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)

Mais conteúdo sobre:
SIRIAEXERCITOBOMBARDEIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.