Exército sírio mata jovens no distrito de Barzeh

Ativista Abu Kais relatou mortes de seis rapazes

Reuters

22 de julho de 2012 | 14h32

Membros da divisão do exército da Síria sob o comando do irmão do presidente Bashar al-Assad executaram sumariamente vários jovens em Barzeh, ao norte de Damasco neste domingo, 22, afirmaram uma testemunha e um ativista da oposição.

"Ao menos 20 tanques da quarta divisão e centenas dos seus membros entraram em Barzeh nesta tarde. Eu vi tropas irem para a casa de Issa al-Arab, de 26 anos, e deixaram-no morto com dois tiros na cabeça. Issa Wahbeh, de 17 anos, foi retirado de um abrigo, espancado e morto. Quatro outros homens na faixa dos 20 anos foram mortos desta maneira", afirmou o ativista da oposição Abu Kais, por telefone.

Ataques em Aleppo

Forças do governo da Síria e rebeldes do Exército Livre Sírio (ELS) travam intensos combates neste domingo, 22, em vários bairros da segunda cidade do país, Aleppo, segundo grupos opositores.

Ativistas dos Comitês da Coordenação Local (CCL) destacaram em comunicado que os embates se centraram no bairro de Seif al Daula, no sudoeste da cidade, onde um prédio foi destruído por causa dos bombardeios.

De acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos, os choques se estenderam aos bairros centrais de Al Yamiliya, A Meridiyan e Al Zabadiya, e se recrudesceram no oeste da cidade.

De Aleppo, o ativista Toni al Taieb explicou que os rebeldes atacaram a sede principal da polícia da cidade e criticou a falta de segurança vivida há meses.

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDSIRIABARZEH

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.