Explosão de bomba em mesquita mata 11 fiéis no Iraque

País enfrenta tensões entre a sua maioria xiita e os sunitas e curdos, que formam um governo frágil

Reuters

12 de abril de 2013 | 09h11

(Texto atualizado às 15h10) BAGDÁ - Pelo menos 11 pessoas morreram e 25 ficaram feridas com a explosão de uma bomba em frente a uma mesquita sunita na província iraquiana de Diyala, enquanto fiéis saíam após as orações desta sexta-feira, 12, disseram médicos e a polícia.

Um aumento de ataques por militantes islâmicos sunitas têm alvejado muçulmanos xiitas neste ano para tentar provocar um confronto sectário generalizado, mas os locais religiosos sunitas também têm sido ocasionalmente atingidos por bombas.

"Nós éramos cerca de 250 fiéis, estávamos saindo quando houve a explosão. A polícia não protegia a mesquita e as pessoas tiveram que ser levadas para o hospital em carros", Ahmed al-Karkhi, um dos feridos, disse à Reuters por telefone.

O Iraque ainda enfrenta tensões entre a sua maioria xiita e os sunitas e curdos, que formam um governo frágil. Insurgentes sunitas e milícias xiitas mataram milhares de pessoas entre 2006 e 2007, quando o bombardeio de um importante santuário xiita desencadeou o caos sectário.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueataque a bombasunitaxiita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.