Explosão de carro-bomba mata ao menos oito e fere 20 no Iraque

Indecisão sobre processo eleitoral o país contribui para aumento de onda de violência

Reuters e Efe

29 de abril de 2010 | 14h44

BAGDÁ - Pelo menos oito pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas nesta quinta-feira, 29, no sudoeste de Bagdá após a explosão de um carro bomba perto de uma loja de bebidas, informaram fontes do Ministério do Interior do Iraque.

 

Segundo fontes policiais, o veículo causou danos a outros carros estacionados no local e a casas e lojas. A explosão ocorreu na zona de Al-Shurta al-Rabaa. As autoridades informam que o número de mortos pode subir devido à gravidade dos feridos.

 

Uma nova onda crescente de violência surgiu no Iraque ao passo que se aproxima o momento quando começará a retirada das tropas americanas em missão no país. O prazo estipulado pelo governo americano para o início da operação de volta é 31 de agosto.

 

A indecisão sobre os resultados das eleições iraquianas do dia 7 de março também contribuem para o crescimento das tensões internas do país. Os EUA planejavam deixar o país e entregar o controle de segurança às tropas iraquianas, mas o governo não está formado e a recontagem de votos autorizada pela comissão eleitoral atrasa o processo e, caso altere o resultado parcial, que dá vitória ao ex-premiê Iyad Allawi, pode haver revoltas no país.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueterrorismoatentadoBagdá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.