Explosão de mina mata quatro no sudeste da Turquia

Bomba, atribuída a rebeldes curdos, explode perto de microônibus que transportava aldeões

Agência Estado e Associated Press,

09 de maio de 2008 | 18h58

A explosão de uma mina terrestre, instalada por rebeldes curdos, segundo as autoridades turcas, matou quatro pessoas e feriu outras quatro nesta sexta-feira, 9, no sudeste da Turquia. A mina explodiu perto de um microônibus que transportava aldeões nas vizinhanças da cidade de Sason, na província de Batman, informou um comunicado do escritório do governador local.  O comunicado informa que três pessoas morreram imediatamente na hora da explosão. Uma quarta pessoa morreu pouco depois, em um hospital na província vizinha de Diyarbakir, porque não resistiu aos ferimentos. O documento do governo não informou se as vítimas eram civis, militares ou guardas pagos pelo governo para lutar contra rebeldes curdos. Na região, o governo arma aldeões, que ajudam o exército em operações contra os rebeldes curdos. Duas outras explosões de minas ocorreram nesta sexta-feira no sudeste da Turquia. Em Bingol, três soldados ficaram feridos, quando uma mina terrestre explodiu sob o veículo onde viajavam, informou a agência de notícias Anatólia. Outro soldado e um guarda florestal ficaram feridos durante a detonação controlada de uma mina à beira de uma estrada.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiaexplosãocurdos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.