Explosão mata jornalista e deixa outro ferido no Iraque

Orhan Hijran era cameraman para o canal Al-Rasheed; diretor do veículo confirmou morte

Associated Press,

21 de outubro de 2009 | 12h27

Um jornalista morreu e outro ficou ferido nesta quarta-feira, 21, após a explosão de uma bomba na cidade de Kirkuk, região norte do Iraque, segundo informaram autoridades locais.

 

O coronel Sherzad Mofari disse que o ataque teve como alvo a casa do operador de câmera Orhan Hijran, que trabalha para a televisão Al-Rasheed, que tem sede em Bagdá. O oficial disse que a explosão matou Hijran e feriu Mohammed Shahid, correspondente do canal Al-Baghdadiyah. O diretor da Al-Rasheed confirmou a morte do jornalista.

 

De acordo com o Comitê de Proteção de Jornalistas, pelo menos 140 profissionais da imprensa morreram no Iraque desde a invasão americana em 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque. jornalista. imprensabomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.