Explosões em Bagdá deixam ao menos 8 mortos

Três bombas explodiram no distrito comercial de Bagdá e uma outra em uma cidade nas redondezas da capital iraquiana no sábado, matando ao menos oito pessoas e ferindo cerca de outras 12, disseram fontes policiais e de hospitais.

REUTERS

26 de novembro de 2011 | 09h40

A primeira bomba atingiu o distrito central Bab al-Sharji e foi seguida por outras duas explosões em uma rua próxima, evidenciando que a violência ainda é um problema enquanto as últimas tropas dos Estados Unidos se preparam para deixar o país até o fim do ano.

Ao menos duas pessoas morreram nas explosões e outras sete ficaram feridas, disse um policial e um médico de um hospital perto de Bagdá. Outra fonte de segurança disse que sete pessoas morreram nas explosões.

Nas cercanias de Bagdá, seis pessoas morreram e oito ficaram feridas no começo do sábado quando uma bomba na beira de uma estrada atingiu um caminhão que transportava trabalhadores para uma obra.

Os ataques no Iraque caíram significativamente desde o pico em 2006-2007, mas bombas, assaltos e assassinatos por insurgentes sunitas e milícias xiitas ainda ocorrem quase que diariamente nove anos depois que os EUA invadiram o país.

(Por Waleed Ibrahim e Kareem Raheem)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEBAGDAEXPLOSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.