Explosões em Damasco matam 4 guardas e deixam 14 pessoas feridas

Quatro guardas morreram e 14 civis e agentes de segurança ficaram feridos nas duas explosões que atingiram um complexo militar em Damasco nesta quarta-feira, informou a emissora de TV estatal síria, citando uma fonte militar.

Reuters

26 de setembro de 2012 | 11h27

O Exército Livre da Síria, principal grupo rebelde que luta contra o regime do presidente Bashar al-Assad, assumiu a responsabilidade pelo ataque ao coração do poderio militar do governo.

As explosões provocaram um incêndio no edifício que abriga a sede do comando militar.

(Reportagem de Oliver Holmes)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAEXPLOSOESMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.