Fatah acusa Hamas de atuar em Gaza como Israel em território palestino

Hamas também "bateu e disparou" na sexta-feira contra os partidários do Fatah que protestavam em Gaza

Efe,

02 de setembro de 2007 | 06h34

O movimento nacionalista Fatah equiparou neste domingo, 2, a atuação do Hamas em Gaza com a de Israel nos territórios palestinos, e advertiu que continuará promovendo protestos na faixa até derrubar o movimento islamita. "O que o Hamas está fazendo em Gaza não difere do que Israel faz em Gaza e na Cisjordânia", assegurou um porta-voz do Fatah, Ahmad Abdel Rahman, em declarações à agência palestina "Ma'an". Assim como Israel "bate e dispara" contra manifestantes que a cada sexta-feira se reúnem no povoado cisjordaniano de Bilin contra o muro de separação, a Força Executiva do Hamas também "bateu e disparou" na sexta-feira contra os partidários do Fatah que protestavam em Gaza, comparou o porta-voz. Rahman fazia referência às manifestações de milhares de partidários do Fatah que acabaram em enfrentamentos com membros do Hamas - com o saldo de 20 feridos - e que, segundo sua opinião, marcam o início do fim da "revolução do Hamas". O movimento islamita, que venceu por maioria absoluta as eleições legislativas de janeiro de 2006, tomou a Faixa de Gaza em junho após seis dias de enfrentamentos com partidários do Fatah, com o qual compartilhava o governo há três meses. Os protestos da sexta-feira, acrescentou Rahman, são uma mensagem ao Hamas para que ponha fim a sua "sangrenta revolução que destruiu o projeto nacional e beneficiou Israel". Além disso, "mostram ao mundo inteiro que o povo palestino se opõe à revolução e às práticas desumanas do Hamas". Outro porta-voz do Fatah, Fahmi Al-Zaarir, advertiu que seu movimento "seguirá se manifestando em Gaza até que o Hamas caia".

Tudo o que sabemos sobre:
FatahHamasGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.