Filha de Gaddafi dá à luz na Argélia, diz fonte

A filha de Muammar Gaddafi, Aisha, deu à luz uma menina na terça-feira, disse uma fonte próxima ao Ministério da Saúde da Argélia, um dia depois de os argelinos concederem abrigo a ela e a outros membros da família Gaddafi.

REUTERS

30 de agosto de 2011 | 14h07

A Argélia anunciou na segunda-feira que a mulher de Gaddafi, dois de seus filhos e a sua filha entraram em seu território. O conselho interino no governo da Líbia exigiu que eles sejam extraditados para que enfrentem julgamento.

Única filha biológica de Gaddafi, Aisha dirigia uma fundação de caridade e em 2004 integrou a equipe de advogados que defendeu o ex-líder iraquiano Saddam Hussein.

Não foi feito nenhum anúncio público sobre a gravidez de Aisha, advogada com 30 e poucos anos.

Ela permaneceu em boa parte fora da política da Líbia, mas, depois do início da revolta contra o governo de seu pai em fevereiro, ela apareceu em comícios pró-Gaddafi e deu entrevistas nas quais acusou a Otan de matar crianças líbias.

"A filha de Gaddafi deu à luz uma menina hoje, isso é tudo o que posso dizer", disse a fonte próxima ao Ministério da Saúde, que falou sob a condição de anonimato, à Reuters.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAFILHAGADDAFI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.