Filho de Gaddafi está perto de Trípoli, diz porta-voz

Saif al-Islam, filho de Muammar Gaddafi, tem viajado pelos arredores de Trípoli, reunindo-se com líderes tribais e preparando uma retomada da capital líbia, disse seu porta-voz nesta sexta-feira.

ALASTAIR MACDONALD, REUTERS

02 Setembro 2011 | 18h07

Numa conversa telefônica com a Reuters, dizendo falar de "um subúrbio ao sul de Trípoli", Moussa Ibrahim disse que o Conselho Nacional de Transição (CNT) não terá condições de governar o país depois de ter expulsado Gaddafi da capital, na semana passada, e sugeriu que os governos ocidentais deveriam negociar com o líder deposto.

Ele também apontou "a ironia" no fato de a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) ter se aliado a um combatente islâmico que já teve contatos com a Al Qaeda, e que agora estaria no comando militar de Trípoli.

Num tom tranquilo, o porta-voz não quis dizer com precisão onde estava, mas foi um número da Líbia que apareceu no identificador de chamadas do repórter.

"Eu me desloco bastante e não tenho conexão à Internet no momento", disse ele. "Na verdade", prosseguiu, "ainda ontem (quinta-feira) estive com o senhor Saif al-Islam ... num trajeto circundando Trípoli pelo sul."

Saif, que estudou em Londres e foi considerado durante anos o herdeiro presuntivo de Gaddafi, se reuniu com líderes tribais e outros apoiadores, segundo o porta-voz.

"Ainda estamos muito fortes", afirmou ele, sem dizer tampouco qual era o paradeiro de Gaddafi, foragido desde que as forças rebeldes entraram em Trípoli e na prática acabaram com o seus 42 anos de regime.

Mais conteúdo sobre:
LIBIAGADDAFIFILHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.