Filho de líder da oposição no Irã foi detido, diz site

Ali Karoubi, filho de Mahdi, teria sido preso em sua residência junto com sua mulher

REUTERS

22 de fevereiro de 2011 | 11h43

TEERà- Forças de segurança iranianas prenderam um dos filhos do líder da oposição Mehdi Karoubi, informou o site dele nesta terça-feira, 22, uma semana depois que seus simpatizantes saíram às ruas em sua primeira demonstração em mais de um ano.

"Ontem à noite, forças de segurança invadiram a casa de Ali Karoubi e prenderam ele e sua mulher, Nafiseh Panahi", informou o site Sahamnews. Pahani foi libertado mais tarde, mas não havia mais notícias de Ali Karoubi, informou o comunicado.

Segundo a Sahamnews, há preocupações em relação a Mehdi Karoubi, depois que as forças de segurança atacaram sua casa na noite de segunda-feira e confiscaram documentos e livros.

"Depois do incidente da noite passada e apesar de muitos esforços, não há notícias sobre o destino de (Mehdi) Karoubi e sua mulher", disse o site.

Mehdi Karoubi estava sob prisão domiciliar havia mais de uma semana, depois de chamar os simpatizantes de seu movimento reformista Verde para uma manifestação em 14 de fevereiro, o primeiro evento desse tipo desde dezembro de 2009.

Mais manifestações foram realizadas no domingo. Os novos protestos foram inspirados por eventos na Tunísia e no Egito, que o próprio governo iraniano aplaudiu, vendo as insurgências como parte de um despertar islâmico.

Os protestos no Irã não foram autorizados e foram confrontados com forte repressão da segurança.

Junto com Mirhossein Mousavi, Karoubi, de 73 anos, comanda o movimento "Verde" da oposição, que realizou protestos massivos em 2009 após a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad. A oposição alega que a votação foi fraudada.

O governo nega a alegação e reprimiu aquelas demonstrações, acusando o movimento Verde de tentar derrubar o sistema islâmico com o apoio dos inimigos do Irã no exterior.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAFILHOKAROUBIPRESO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.