Filho de Osama bin Laden quer se tornar ´embaixador da paz`

Para Omar, promover diálogo entre árabes e ocidente é uma forma melhor de defender o Islã do que a Al-Qaeda

AP,

17 de janeiro de 2008 | 20h37

Omar Osama bin Laden carrega grandes semelhanças físicas com seu pai famoso, com exceção dos dreadlocks que chegam até a metade das costas. No visual, também chama a atenção a vistosa jaqueta preta de couro.  O homem de 26 anos não renega o pai: o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden. Mas em entrevista conferida à Associated Press, ele diz haver uma forma melhor de defender o Islã do que as ações da Al-Qaeda. Omar deseja tornar-se "embaixador da paz" entre muçulmanos e ocidente.  "A questão é mudar a mentalidade do ocidente. Muitas pessoas acham que os árabes, especialmente os bin Ladens, filhos de Osama, são terroristas. Isso não é verdade", disse Omar, que é o quarto dos dezenove filhos do líder da Al-Qaeda. Em 2007, ele causou uma turbulência na mídia inglesa ao casar-se com uma mulher de 52 anos, Jane Felix-Browne, que mudou seu nome para Zaina Alsabah após o casamento.  "Omar acha que pode ser um negociador", disse Zaina, que está tentando levar o marido para viver na Inglaterra. "Ele é uma das únicas pessoas que pode ter esse papel no mundo."  Agora, o casal diz que deseja ser defensor da paz e planeja uma corrida a cavalo de 5 mil quilômetros pelo norte da África para chamar atenção para a causa.

Tudo o que sabemos sobre:
Omar Osama bin Ladenpaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.