'Fogo-amigo' mata soldado israelense na fronteira com a Faixa de Gaza

Tropas foram acionadas por conta de uma suposta invasão de três palestinos ao Estado judeu

Associated Press

22 de março de 2010 | 15h58

GAZA - Dois regimentos das forças de Israel abriram fogo um contra o outro na fronteira de Gaza nesta segunda-feira, 22, quando três palestinos tentavam entrar no território israelense. Um soldado foi morto no incidente, informaram as autoridades do Estado judeu.

 

Soldados israelenses abriram fogo contra os três palestinos após suspeitarem que eles estariam lançando um ataque a partir do território controlado pelo Hamas. Dois grupos foram alertados da presença dos palestinos, mas não haviam sido informadas de que os dois grupos estariam no local. Uma das equipes abriu fogo contra a outra sem identificá-la como parte do Exército israelense.

 

Um porta-voz dos militares israelenses declarou que um soldado morreu "aparentemente por resultado de fogo-amigo", ou seja, foi morto por disparos das próprias tropas de Israel.

 

Segundo a mídia israelense, ficou determinado pouco depois que os três palestinos cruzaram a fronteira desarmados e apenas procuravam por emprego no Estado judeu. Todos eles foram presos.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelANPGazapalestinosisraelenses

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.