Foguete disparado da Faixa de Gaza cai em cidade israelense

Um foguete disparado da Faixa de Gaza caiu na quarta-feira em uma rua residencial de Beersheba, no sul de Israel, causando danos graves em carros e casas, mas sem deixar feridos, segundo o prefeito da cidade.

REUTERS

23 de fevereiro de 2011 | 20h39

"Um foguete caiu, não houve vítimas, e as forças de segurança estão no controle da situação", disse o prefeito Rubik Danilovich ao Canal 1 da TV local.

Relatos anteriores indicavam que o foguete havia atingido uma casa. Os moradores se refugiaram em abrigos especiais depois de ouvirem sirenes que alertam para bombardeios.

Israel respondeu com uma série de ataques aéreos no início da noite e na madrugada e, segundo moradores de Gaza, havia o som constante de jatos sobrevoando a região.

Mais cedo, Israel bombardeou a zona leste da Cidade de Gaza e atingiu um grupo de militantes do grupo Jihad Islâmica. Dois deles sofreram ferimentos moderados, segundo fontes médicas de Gaza.

Moradores disseram ter ouvido três foguetes sendo lançados do local que foi alvo do bombardeio aéreo. Uma porta-voz militar israelense disse estar verificando os detalhes dos fatos.

Beersheba é uma cidade importante do sul de Israel, cerca de 35 quilômetros a leste da Faixa de Gaza. Ela não sofria ataques dos militantes desde a ofensiva israelense contra o território litorâneo palestino há dois anos.

Os militantes palestinos em geral dispararam morteiros e foguetes rudimentares e pouco precisos, com alcance muito menor, e que têm como alvo áreas mais próximas da Faixa de Gaza.

Foguetes chineses Grad, de calibre 122 milímetros e alcance maior, são lançados mais raramente, e em geral têm como alvo a cidade litorânea de Ashkelon, 10 quilômetros a nordeste da Faixa de Gaza.

O grupo islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza e teme sofrer uma nova ofensiva militar israelense como a de 2008/09, pediu aos militantes palestinos que parem de lançar foguetes e morteiros contra Israel, mas nem todos atenderam à ordem.

Numa ação realizada ao longo da fronteira com a Faixa de Gaza horas antes, tanques israelenses mataram um militante palestino e deixaram três feridos (sendo dois civis), segundo fontes médicas e um grupo militante.

Os militares israelenses disseram que um grupo de militantes foi alvejado depois de detonar explosivos perto de uma patrulha fronteiriça de Israel, e que morteiros haviam sido lançados contra soldados que estavam dentro do território israelense.

A Jihad Islâmica disse que dois militantes seus foram atingidos pelos disparos do tanque depois de atirarem um projétil, e que um deles morreu depois em consequência dos ferimentos.

(Reportagem de Ran Tzabar e Nidal al-Mughrabi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDGAZAFOGUETE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.