Foguete palestino atinge shopping center em Israel

Pelo menos 14 pessoas são feridas no ataque realizado no dia em que o presidente americano visita o país

Agência Estado e Associated Press,

14 de maio de 2008 | 12h20

Um foguete rústico disparado do norte de Gaza atingiu nesta quarta-feira, 14, um shopping center em Ashkelon, no sul de Israel, informaram emissoras locais de televisão. Um serviço de resgate informou que pelo menos 14 pessoas ficaram feridas, inclusive dois bebês, e duas pessoas estão presas sob os escombros. Testemunhas disseram a emissoras israelenses de rádio que o foguete causou danos consideráveis.  Veja também:  Democracia em Israel traz otimismo à região, diz Bush O disparo foi reivindicado pelos grupos radicais Jihad Islâmica e Comitês de Resistência Popular. O ataque ocorre em um momento no qual o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, visita o país como parte das comemorações dos 60 anos da fundação de Israel. A notícia veio à tona pouco depois do término de uma reunião entre Bush e o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, em Jerusalém. No fim do encontro, Olmert declarou que não toleraria ataques procedentes de Gaza. Leah Malul, funcionária do Hospital Barzilai, em Ashkelon, disse que uma mulher e a filha dela foram internadas com ferimentos graves, assim como outra criança. Outras pessoas sofreram ferimentos leves ou moderados. Eli Bean, diretor de um serviço de resgate local informou que pelo menos duas pessoas estão presas sob os escombros. Testemunhas disseram a emissoras israelenses de rádio que o foguete causou danos consideráveis ao centro comercial. Resposta Testemunhas disseram que dois ataque israelense, com alvo em um grupo de militantes, mataram uma pessoa e deixaram outras cinco feridas em Gaza nesta quarta-feira, 14. O Exército israelense não comentou a ação. Os ataques israelenses desta quarta parecem ser uma resposta a um bombardeio contra um shopping center, cuja autoria foi assumida por dois grupos de militantes em Gaza.  Matéria ampliada às 21h.  

Tudo o que sabemos sobre:
Israelpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.