Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Foguetes palestinos fazem prefeito israelense renunciar

O prefeito de Sderot, cidadeisraelense que fica na linha de frente do conflito commilitantes palestinos, renunciou ao vivo pelo rádio naquarta-feira, em protesto contra o fato de o governo nãoconseguir impedir os ataques com foguetes lançados a partir daFaixa de Gaza, controlada pelo Hamas. Os militantes da Faixa de Gaza, que desde junho estádominada pelo Hamas, lançam foguetes e granadas de morteirotodos os dias contra cidades do sul de Israel. Embora poucosataques causem prejuízos ou deixem feridos, eles provocampânico entre os moradores. Questionado sobre se tinha como continuar prefeito deSderot, Eli Moyal disse à Rádio Israel: "Sabe do que mais? Nãotenho. E portanto informo que estou renunciando imediatamenteao cargo de prefeito de Sderot". Moyal, que está sendo investigado por questões financeiras,mas que nega ter cometido irregularidades, disse esperar queseu "sacrifício" reforce a pressão para que se tomemprovidências mais drásticas. Localizada no deserto de Negev, Sderot surgiu comoacampamento para refugiados judeus do norte da África, e seusmoradores reclamam há tempos de negligência por parte dogoverno israelense. Entre as personalidades da cidade está o ex-ministro daDefesa Amir Peretz, que teve uma propriedade atingida por umfoguete no ano passado. Uma porta-voz do Ministério do Interior confirmou orecebimento da carta de renúncia de Moyal. (Por Rebecca Harrison)

REUTERS

12 de dezembro de 2007 | 14h46

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDRENUNCIAPREFEITO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.