Força Aérea israelense bombardeia supostos túneis em Gaza

A aviação israelense bombardeou supostos túneis de contrabando na fronteira entre Gaza e o Egito nesta segunda-feira, depois que foguetes disparados desde o território controlado pelo Hamas atingiram o sul de Israel. "Essa foi parte de nossa resposta aos lançamentos de foguetes", disse um porta-voz militar de Israel. "Três túneis foram destruídos." Não há informações sobre feridos no ataque de Israel à cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, ou nos ataques palestinos. O Egito tem tentado patrocinar uma trégua de longo prazo para consolidar o cessar-fogo em vigor desde 18 de janeiro, quando terminou a ofensiva de três semanas de Israel na Faixa de Gaza. Desde o fim da operação, os palestinos têm reconstruído os túneis sob a fronteira com o Egito, aumentando a preocupação de Israel de que o Hamas possa restaurar seu arsenal de foguetes. Os túneis também permitem o acesso de pessoas e produtos do Egito para a Faixa de Gaza, rompendo o bloqueio imposto por Israel com a ajuda do governo egípcio, que mantém a fronteira de Rafah fechada para os palestinos. Fontes de segurança no Egito disseram que uma patrulha do país deteve três palestinos nesta segunda-feira após eles terem cruzado a fronteira, provavelmente por um túnel. No domingo, o premiê israelense Ehud Olmert repetiu o pedido de que o Hamas libere Gilad Shalit, soldado capturado em 2006, como parte de qualquer acordo de troca de prisioneiros, de abertura de fronteiras ou de consolidação do cessar-fogo. (Reportagem de Nidal al-Mughrabi em Gaza, Joseph Nasr em Jerusalém e Yusri Mohamed em Ismailia, Egito)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.