Forças afegãs invadem hotel tomado pelo Taliban; 13 mortos

Treze pessoas morreram durante uma prolongada ocupação de um hotel popular fora da capital afegã, durante a qual homens armados do Taliban fizeram vários reféns, que só foi encerrada depois que as forças militares do Afeganistão invadiram o local.

MIRWAIS HAROONI E SAMAR ZWAK, REUTERS

22 de junho de 2012 | 07h37

Cinco militantes armados com lançadores de granada e metralhadores automáticas, e usando roupas com explosivos, atacaram o hotel perto da meia-noite de quinta-feira (horário local), invadindo uma festa e matando os seguranças.

O chefe de polícia de Kabul, Ayoub Salangi, disse nesta sexta-feira que quatro civis, três seguranças do hotel e um policial morreram durante a ocupação de 12 horas do hotel Spozhami, de frente para o lago Qargha. Os cinco militantes do Taliban também foram mortos.

O ataque, que o Taliban clamou a autoria rapidamente, mostrou mais uma vez a capacidade dos insurgentes de realizar ações de grande repercussão, enquanto as tropas da Otan se preparam para entregar a segurança do Afeganistão às forças locais até o final de 2014.

Muitos hóspedes aterrorizados saltaram dentro do lago no escuro para escapar do ataque, disseram autoridades afegãs e moradores da localidade. Até 300 pessoas estavam dentro do hotel quando o ataque começou.

(Reportagem adicional de Hamid Shalizi e Abdul Saboor)

Mais conteúdo sobre:
AFEGANISTAOHOTELINVASAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.