Forças afegãs matam homem-bomba perto de local de reunião

Forças de segurança afegãs mataram na segunda-feira um homem-bomba que estava próximo ao local de Cabul onde ocorrerá nesta semana uma importante reunião de líderes tribais e políticos, segundo um porta-voz do Ministério do Interior.

HAMID SHALIZI, REUTERS

14 de novembro de 2011 | 10h49

O presidente afegão, Hamid Karzai, convocou a "loya jirga" (assembleia tradicional) para discutir, entre outros assuntos, uma possível permanência de militares dos EUA após 2014, quando está prevista a retirada das tropas de combate estrangeiras.

"Um homem-bomba suicida que levava uma sacola de explosivos foi alvejado e morto perto (da tenda preparada para a loya jirga)," disse o porta-voz Sediq Sediqqi. "Ele foi morto antes que pudesse cumprir sua missão."

O evento em Cabul, de quarta a sábado, reunirá cerca de 2 mil líderes políticos, tribais, empresariais e comunitários de todo o Afeganistão. A assembleia não tem poderes legislativos, mas suas deliberações serão transmitidas ao Parlamento.

No mês passado, o Taliban disse que iria atacar participantes da "loya jirga", que deliberará sobre a possibilidade de bases militares dos Estados Unidos no Afeganistão a longo prazo.

(Reportagem de Mohammad Ibrahim, Mirwais Harooni, Sayed Hassib e Jan Harvey)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOFORCASMATAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.