Forças do conselho de transição líbio tomam bastião de Gaddafi

Um dos últimos três principais bastiões de Muammar Gaddafi na Líbia foi amplamente tomado pelas forças do governo de transição do país, um mês após a derrubada do ex-líder, disse uma autoridade nesta quarta-feira.

REUTERS

21 Setembro 2011 | 10h16

Sabha, localizada no deserto do Saara, vinha resistindo junto com Bani Walid e com a cidade-natal de Gaddafi, Sirte, desde a tomada da capital, Trípoli, em 23 de agosto.

"Nós controlamos boa parte de Sabha, com exceção do distrito al-Manshiya. Esse ainda está resistindo, mas vai cair", disse à Reuters o porta-voz militar do Conselho Nacional de Transição (CNT), Ahmed Bani.

Combatentes do CNT ocuparam o centro de Sabha na quarta-feira após terem tomado o aeroporto e um forte na terça, relatou a CNN, citando um de seus correspondentes na cidade.

As forças do CNT vêm enfrentando uma resistência mais dura que o esperado nos esforços para tomar Bani Walid e Sirte e diversos ataques foram repelidos por forte bombardeio por parte das forças pró-Gaddafi.

Havia relatos mais cedo de que o líder deposto poderia estar se escondendo em Sabha, com seu filho mais proeminente na política, Saif al-Islam, mas combatentes do CNT na cidade disseram não haver sinal deles.

(Reportagem de William MacLean)

Mais conteúdo sobre:
LIBIASABHATOMADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.