Khalil Hamra/AP
Khalil Hamra/AP

Forças do governo sírio deixam distrito em Alepo, dizem rebeldes

Por outro lado, TV estatal afirma que forças pró-Assad entraram em Salahedine e mataram muitos insurgentes

Reuters

08 de agosto de 2012 | 17h48

BEIRUTE - Forças do governo sírio recuaram de parte do distrito de Salahedine, em Alepo, após fortes confrontos com os insurgentes que lutam para derrubar o presidente sírio, Bashar Assad, disseram fontes rebeldes nesta quarta-feira, 8. "Houve guerra de rua, eles (os rebeldes) provocaram grandes perdas nas forças de Assad, que agora recuaram. Salahedine está sob o controle do Exército Livre (Sírio)", disse Omar, um ativista na região, por Skype.

Veja também:

link Síria lança ofensiva terrestre contra rebeldes em Alepo

link Dois generais sírios se refugiam na Turquia

Outros rebeldes confirmaram sua declaração. A versão rebelde dos acontecimentos estava em contradição com os relatos da TV estatal síria, que mais cedo afirmou que forças do governo haviam entrado em Salahedine, matando a maioria dos rebeldes no local, além de terem ocupado outras partes da cidade em uma nova ofensiva. De acordo com a emissora, dezenas de "terroristas" foram mortos no distrito de Bab al-Hadeed, região central da cidade, e em Bab al-Nayrab, zona sudeste.

Rebeldes usaram Salahedine como base por três semanas, mas uma testemunha disse que algumas posições foram abandonadas nesta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.