Forças dos EUA matam mentor de ataque a mesquita no Iraque

Forças dos Estados Unidos afirmaram, nosábado, ter matado o líder da Al Qaeda que planejou o ataque abomba que destruiu dois minaretes da mesquita sagrada xiita nacidade de Samarra, em junho deste ano. Um outro ataque em fevereiro de 2006 acirrou a violênciasectárias entre a maioria xiita e a minoria árabe sunita, quetem deixado milhares de mortos. O Exército dos EUA afirmou que Haitham al-Badri, o líder daAl Qaeda na Província de Salahuddin, foi morto por forçasnorte-americanas no dia 2 de agosto. Ele é apontado pelos EUA como o responsável pelo bombardeioà Mesquita Dourada, no dia 13 de junho deste ano, que destruiudois minaretes da edificação e disseminou uma série de ataquesem represália contra mesquitas sunitas. "Durante a operação de 2 de agosto em Samarra, as Forças deCoalizão mataram ... Haitham al-Badri, o emir da Al Qaeda naProvíncia de Salahuddin. Ele é também o mentor terroristaresponsável pelo ataque a bomba da Mesquita Dourada em Samarrano dia 13 de junho", disse o Exército dos EUA em comunicado. O governo iraquiano já havia apontado Badri como culpadopelo ataque contra a mesquita em fevereiro de 2006. Esse ataquefoi decisivo para o Iraque, elevando as tensões entre xiitas eárabes sunitas no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.