Forças israelenses matam militante e garoto na Cisjordânia

Forças israelenses mataramum garoto árabe-israelense de 13 anos e um palestino nestasexta-feira durante incursão a uma vila na Cisjordânia,disseram funcionários de serviços de emergência. Na Faixa de Gaza, soldados israelenses entraram noterritório e mataram dois palestinos que haviam disparadocontra o comboio perto da fronteira, disse uma porta-voz doExército em Tel Aviv. Comentando a operação na Cisjordânia, ela informou que astropas em ação na vila de Seida, perto da cidade de Tulkarm,haviam matado um homem armado e ferido outro na troca de tiros. Sobre a morte do garoto, a porta-voz relatou saber apenasque "outra pessoa foi morta" e disse não ter informaçõesimediatas sobre essa pessoa. Funcionários do serviço de ambulâncias disseram que o homemarmado, em Seida, pertencia ao grupo Jihad Islâmica e o garotoestava no local visitando parentes. A porta-voz informou que forças israelenses acharam doisrifles Kalashnikov, roupas militares e munição durante aoperação e que um policial israelense foi ferido e tratado nolocal. Israel alega que ações contra militantes palestinos ajudama evitar ataques contra seus cidadãos. Já líderes palestinos na Cisjordânia, onde a Fatah, dopresidente Mahmoud Abbas, ainda é dominante, dizem que taisoperações minam chances de um processo de paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.