Forças líbias entram na cidade natal de Kadafi

Houve troca de tiros entre apoiadores do líder líbio e homens do Conselho Nacional de Transição

Alexandre Dziadosz, da Agência Reuters

24 Setembro 2011 | 10h45

As forças do governo provisório líbio apoiadas pelos aviões da Otan atacaram Sirte, cidade natal e um dos últimos redutos de Muammar Kadafi, neste sábado, 24. Os rebeldes foram recebidas por fogo pesado de atiradores de elite.

A fumaça negra cobria a cidade à medida que as forças do Conselho Nacional de Transição (CNT) se reuniram na Praça Zafran, a cerca de um quilômetro do centro. Disparos podiam ser ouvidos do centro enquanto combatentes do CNT deslocavam tanques e morteiros para a praça.

Caminhonetes com metralhadoras na caçamba repletas de rebeldes dos CNT acorriam à cidade. As forças do conselho também avançaram pelo sul de Sirte, cidade-natal do líder deposto. "Eles têm atiradores de elite sobre as mesquitas, os edifícios. Estão usando as casas e os prédios públicos," disse El-Tohamy Abuzein, combatente do CNT, à Reuters.

A Otan não quis comentar suas operações em Sirte neste sábado, dizendo que seus aviões atingiram uma série de alvos na sexta-feira, incluindo um depósito de munições e uma bateria anti-aérea.

Vários rebeldes dos CNT afirmaram terem ordens para conter um avanço sobre o centro da cidade por conta da possibilidade de ataques da Otan.

Uma grande nuvem de fumaça preta sobre a cidade foi o resultado de uma incursão sobre o depósito de munições, disseram os combatentes.

Mais conteúdo sobre:
líbia rebeldes sirte kadafi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.