Forças líbias negociam entrada em cidade leal a Gaddafi

Foram retomadas nesta terça-feira as negociações para pôr fim ao impasse sobre a cidade líbia de Bani Walid, que está cercada por forças do Conselho Nacional de Transição (CNT), depois que os anciãos da tribo da região concordaram em dialogar.

REUTERS

06 Setembro 2011 | 09h34

Quatro líderes tribais se encontraram com representantes do CNT nesta terça-feira em uma pequena mesquita situada cerca de 40 quilômetros ao norte da cidade.

"Nós estamos agora aguardando a resposta deles. Assim que a tivermos, entraremos pacificamente na cidade", disse o negociador Sediq Bin Dalla, do CNT, depois de duas horas de conversações.

Bani Walid fica no meio do deserto, 150 quilômetros ao sul de Trípoli. A cidade vem se recusando a render-se às forças do CNT. O impasse provoca o temor de novos combates entre os insurgentes e as forças ainda leais ao ex-líder da Líbia Muammar Gaddafi.

As forças do CNT se concentram fora da cidade há dias e a situação é vista como um teste para a capacidade do conselho de deixar de lado as divisões tribais do país e negociar uma solução pacífica, sob o risco de incorrer em um derramamento de sangue.

A cidade é um reduto da poderosa tribo Warfalla, que tem cerca de 1 milhão de integrantes e permaneceu leal ao regime deposto.

Mais conteúdo sobre:
LIBIABANIWALID*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.