Forças sírias abandonam instalações na fronteira com o Iraque

As forças do presidente da Síria, Bashar al Assad, abandonaram na terça-feira duas instalações na localidade de Albu Kamal, na fronteira com o Iraque, e os rebeldes conseguiram avanços na estratégica região após uma semana de intensos combates, segundo fontes de oposição.

Reuters

21 de agosto de 2012 | 21h09

As forças governistas se retiraram dos complexos da Inteligência da Força Aérea e da Segurança Política em Albu Kamal, que fica cerca de 120 quilômetros a sudeste da cidade de Deir al Zor, segundo ativistas e um funcionário do grupo rebelde Exército Sírio Livre.

"O regime ainda detém um complexo da Inteligência Militar e o aeroporto de Albu Kamal. É questão de tempo antes que o complexo caia. O aeroporto está mais difícil", afirmou o comandante rebelde Abu Mahmoud, falando da cidade por um telefone satelital.

Muhaimen al Rumaid, coordenador militar da Frente Rebelde Síria, disse que Albu Kamal na prática caiu sob o poder dos rebeldes, mas que as forças de Assad continuam bombardeando a cidade a partir de uma base policial fronteiriça a vários quilômetros dali.

Rumaid disse que a passagem fronteiriça está há semanas sobre o controle rebelde. Do lado iraquiano, o trânsito pela fronteira está proibido.

"Controlar Albu Kamal significa restringir a linha de suprimento do regime a partir do Iraque, e ao mesmo tempo melhorar a logística dos rebeldes por meio de uma conexão aberta com tribos iraquianas do outro lado da fronteira", disse ele.

Como toda a província oriental de Deir al Zor, Albu Kamal é uma cidade de maioria sunita, com conexões familiares e de clãs com as áreas sunitas do Iraque.

Durante décadas, a elite que governa a Síria, pertencente à seita minoritária alauíta (uma vertente do islamismo xiita), manteve uma aliança com as tribos do leste de Deir al Zor, mas isso acabou desde o início da violenta repressão do governo à rebelião iniciada há quase 18 meses.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIADESERCOESIRAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.