Forças sírias começam a sair de Deir al-Zor, diz agência estatal

Moradores disseram que as tropas de Assad tinham retirado havia vários dias armas e tanques da cidade

REUTERS

16 de agosto de 2011 | 11h42

AMà - Forças sírias começaram a se retirar da cidade de Deir al-Zor após derrotarem grupos de oposição armados, relatou a agência estatal de notícias nesta terça-feira, 16.

 

 

Veja também:

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

 

 

"Unidades das Forças Armadas começaram a sair de Deir al-Zor depois de terem concluído a missão de se livrar dos grupos terroristas armados na cidade", afirmou a agência.

Moradores disseram que as forças do presidente Bashar al-Assad tinham retirado havia vários dias armas e tanques da cidade, situada às margens do Rio Eufrates.

Mas veículos blindados de transporte de pessoal, tropas e membros da inteligência continuaram posicionados nas redondezas da cidade, no mesmo padrão observado em outras localidades que foram atacadas por militares e permaneceram sitiadas, relataram os moradores.

"Franco-atiradores ainda estão em telhados e o Exército segue invadindo casas de ativistas em Deir al-Zor e nos vilarejos ao redor, de onde as pessoas fugiram", contou Abu Bakr Haj, ativista local.

No dia 7 de agosto, militares armados invadiram Deir al-Zor, capital de uma província produtora de petróleo perto da fronteira com o Iraque, após amplos protestos exigindo liberdade política e a saída de Assad do poder.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAFORCASRETIRADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.