Forças sírias disparam mísseis Scud contra rebeldes, diz autoridade dos EUA

Forças leais ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, dispararam mísseis Scud contra rebeldes do país que tentam derrubar o governo, disse um alto funcionário do governo norte-americano nesta quarta-feira.

Reuters

12 de dezembro de 2012 | 19h40

Autoridades dos Estados Unidos dizem desconhecer casos anteriores de uso dos Scuds contra os rebeldes, o que indicaria portanto uma escalada na guerra civil iniciada há 20 meses que já causou mais de 40 mil mortes.

Falando sob anonimato, o funcionário norte-americano confirmou o uso dos Scuds.

Em Bruxelas, um funcionário da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) também declarou nesta quarta-feira que vários mísseis balísticos de curto alcance foram disparados nesta semana dentro da Síria.

"A inteligência aliada e os patrimônios de vigilância e reconhecimento detectaram o lançamento de vários mísseis balísticos não guiados de curto alcance nesta semana dentro da Síria", disse a fonte da Otan, também sob anonimato.

"A trajetória e distância percorrida indicam que eram mísseis do tipo Scud", acrescentou a fonte.

Na semana passada, a Otan aceitou instalar sistemas antimísseis Patriot na Turquia para defender esse país integrante da aliança de disparos feitos na Síria e que atinjam seu território.

(Reportagem de David Alexander, em Washington; e de Adrian Croft, em Bruxelas)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIASCUDMISSEIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.