Fotógrafo francês sequestrado escapa no Afeganistão, diz Cabul

Um fotógrafo francês escapou do cativeiro no Afeganistão nesta segunda-feira, mais de três meses depois de ter sido feito refém, informou o Ministério do Interior.

Reuters

08 de abril de 2013 | 12h14

Quatro homens armados capturaram o freelancer Pierre Borghi de uma área movimentada da capital, Cabul, em novembro, disse o porta-voz do ministério Sediq Sediqqi.

Sediqqi contou que Borghi fugiu de seus captores na província de Wardak, perto de Cabul, e em seguida, foi pego pelas forças de segurança afegãs e levado para a capital.

Os sequestros estão em alta no Afeganistão e no vizinho Paquistão. Especialistas dizem que os militantes estão usando isso para arrecadar fundos, após o dinheiro da Al Qaeda ter secado. Não estava claro quem foi o responsável pelo sequestro de Borghi.

As quadrilhas de criminosos com frequência realizam o ataque inicial depois vendem as vítimas para grupos militantes.

(Por Hamid Shalizi)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOFRANCESSEQUESTRADOESCAPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.