Fotógrafo sírio é morto em Aleppo

Um fotógrafo sírio que tirou fotos para a Reuters como freelancer foi morto enquanto cobria um combate em Aleppo, disseram ativistas.

Reuters

21 de dezembro de 2013 | 14h07

Molhem Barakat morreu na sexta-feira quando ele tirava fotos de uma batalha entre os rebeldes e as forças leais ao presidente Bashar al-Assad num hospital. Rebeldes acusam as forças do governo de transformar o Hospital Kindi em um quartel.

Além de cobrir o conflito, Barakat tirou fotos que mostram a vida de sírios comuns na cidade dividida, que costumava ser o centro comercial da Síria.

A guerra civil na Síria já causou a morte de mais de 100 mil pessoas desde 2011.

Barakat tinha enviado dezenas de fotos da Reuters desde maio deste ano. Muitas dessas fotos apareceram em publicações em todo o mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAMORTEFOTOGRAFO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.