França diz que existem 'contatos' para que Kadafi deixe poder

Chanceler francês afimrou que, segundo emissários, lider líbio está 'pronto para sair'

REUTERS

12 de julho de 2011 | 07h31

PARIS - Amplas discussões estão acontecendo com o objetivo de pôr fim à crise na Líbia e "emissários" dizem que Muamar Kadafi estã pronto para deixar o poder, disse o ministro francês das Relações Exteriores, Alain Juppe, nesta terça-feira, 12.

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos da ditadura na Líbia

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia

 

"Todo mundo está em contato com todo mundo. O regime líbio está enviando mensageiros para todos os lugares, para a Turquia, Nova York, Paris", disse Juppe na rádio estatal France Info. "Emissários estão me dizendo que Kadafi está pronto para sair. Vamos conversar sobre isso", acrescentou sem afirmar quais são esses emissários.

O ministro da Defesa francês, Gerard Longuet, declarou no fim de semana que os rebeldes líbios deveriam iniciar negociações diretas com os aliados de Kadafi e uma informação de que Paris estaria negociando com o líder líbio apontavam a crescente inquietação da França com o impasse.

Autoridades francesas negaram qualquer mudança de posição na segunda-feira e disseram que Paris meramente enviou mensagens a Trípoli por meio de intermediários o que deixa claro que o líder líbio tem de abandonar o poder e retirar suas tropas para permitir uma solução política.

"Existem contatos, mas não é uma negociação neste momento", disse Juppe nesta terça.

A França participa da campanha aérea da Otan, que opera com um mandato da Organização das Nações Unidas (ONU) com o intuito de proteger civis. A França foi o primeiro país a lançar ataques aéreos contra tropas leais a Kadafi em março.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAFRANCACONTATOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.