França terá base militar permanente no Golfo Pérsico

Sarkozy e líder dos Emirados Árabes também assinaram acordo de cooperação em atividades nucleares civis

Agências internacionais,

15 de janeiro de 2008 | 15h10

A França vai estabelecer uma base permanente com cerca de 500 militares nos Emirados Árabes Unidos, segundo acordo assinado nesta terça-feira, 15, informou o governo francês. Pelo acordo, a França será o primeiro país ocidental além dos Estados Unidos a ter uma base do tipo na região, que é essencial para o abastecimento mundial de petróleo.   A França já tem acordos de cooperação militar com países do Golfo Pérsico, como os Emirados e Qatar. O escritório do presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou que a base em Abu Dabi terá permanentemente de 400 a 500 pessoas.   Sarkozy e o líder dos Emirados, Sheik Khalifa bin Zayed al-Nahyan, também assinaram nesta terça um acordo de cooperação no âmbito de energia nuclear para uso civil. Embora não tenha sido anunciado oficialmente o conteúdo do acordo, fontes diplomáticas explicaram que a cooperação em energia atômica inclui o estabelecimento por empresas francesas em Abu Dhabi de dois reatores no valor de 4 bilhões de euros para desalinizar água e gerar eletricidade.   O acordo de cooperação em atividades nucleares civis, um primeiro passo para a construção de um reator nuclear, será o terceiro assinado recentemente pela França com países árabes, depois da Líbia e Argélia.   Sarkozy também ofereceu assistência nuclear à Arábia Saudita durante sua visita segunda-feira, 14, ao reino. Em seu giro de três dias por países do Golfo Pérsico, Sarkozy esteve igualmente no Qatar.

Tudo o que sabemos sobre:
Emirados Árabes UnidosFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.